Menu fechado

JN: Como surgiu o desejo de produzir a própria cerveja? E o porquê do nome Cervalhado?

Paulo Cervalhado: A ideia de fazermos a nossa própria cerveja começou depois de duas viagens para a Rota da Cerveja em Santa Catarina realizadas pelos amigos Marcelo Cervini e Carlos Malhado. Naquela oportunidade, os amigos decidiram fazer sua própria cerveja, pois Jequié tinha pouquíssimas opções de cerveja, principalmente, de cervejas artesanais.

O nome Cervalhado é a junção dos dois sobrenomes Cervini e Malhado. Depois da ideia lançada, eu – Paulo Santos, mais conhecido com Paulo Cervalhado – comprei a ideia da produção da nossa própria cerveja (Homebrew) e assim, iniciou-se a Cervalhado.

O principal objetivo era termos uma cerveja de qualidade para apreciarmos com os amigos. Contudo, desde o início, todos queriam provar as cervejas da Cervalhado e assim, começamos a disponibilizar para os amigos.

JN: Conte um pouco mais sobre a história… Como aprenderam a desenvolver o produto final?

Paulo Cervalhado: Nós somos de São Paulo. Visitamos diversas cervejarias (artesanais e comerciais) no Brasil, principalmente em Santa Catarina, e no mundo (aproximadamente 40 países) para aprender um pouco sobre cerveja e claro, degusta-las!

Atualmente, a produção da Cerveja fica por minha responsabilidade. Posso dizer que sou um apaixonado pelo estudo de técnicas e receitas e da seleção dos melhores ingredientes para aperfeiçoar as nossas cervejas.

JN: Quais a principais diferenças entre as cervejas artesanais e as convencionais?

Paulo Cervalhado: A principal diferença entre as cervejas artesanais e convencionais é que as cervejas artesanais possuem ingredientes diferenciados, com qualidade superior, selecionados em pequena escala. Maltes e lúpulos especiais, e principalmente, não utiliza cereal não maltado (milho, arroz, etc.) para baratear os custos de produção. Além disso, as cervejas artesanais não possuem conservantes, antioxidantes, estabilizantes, aromatizantes e outros produtos químicos.

As Cervejas Artesanais são mais bem cuidadas, com produções mais restritas, o que leva a produtos com resultados finais muito interessantes e diversificados. Muitas vezes a receita do mesmo rótulo varia entre um lote e outro.

Já o produto de uma grande cervejaria é rigorosamente o mesmo, em todas as produções. A receita é feita para agradar ao maior número de pessoas possível, com baixo custo de produção, o fazem com muita competência.

JN: Percebemos hoje em dia uma nova postura do brasileiro pela cerveja, procurando mais qualidade. Tanto que as marcas convencionais vêm produzindo outras cervejas para atender a esse nicho de mercado. Como você enxerga essa nova tendência?

Paulo Cervalhado: O boom do mercado da cerveja artesanal começou no final da década passada, mas o consumo desse tipo de produto ainda é microscópico se comparado ao mercado geral de cerveja. Ou seja, a área ainda tem muito campo para crescer.

Um exemplo: no Brasil, 0,5% (dados de 2012 da Associação Brasileira de Bebidas). Já mercados cervejeiros mais maduros, como EUA e Chile, o número se aproxima dos 10%. As grandes cervejarias sabendo do tamanho do mercado começaram a adquirir micro cervejarias, um exemplo, foi a compra da Baden Baden e Eisenbanh pela Brasil Kirin e da Colorado e Walls pela Ambev.

JN: A Cervalhado foi a primeira cerveja produzida em Jequié?

Paulo Cervalhado: Nós acreditamos que sim. Contudo, hoje diversos amigos inspirados na nossa ideia, começaram a produzir a sua própria cerveja, o que é realmente algo muito bom, pois trocamos ideias, informações, e claro, muitas degustações…

JN: Quais os tipos de Cervejas produzidos?

Paulo Cervalhado: A Cervalhado já produziu mais de 15 tipos de cervejas. Contudo, as principais são as Cervejas Kolsh, Pale Ale, Indian Pale e Red Ale.

Um pouquinho sobre estas cervejas:

A cerveja Kolsh é de alta fermentação, leve, com uma lupulagem marcante mas não exagerada, fácil de beber, com uma espuma persistente. Esta cerveja tem denominação de origem protegida e apenas os produtores que pertencem a cidade (Colônia, Alemanha) pode chamar sua cerveja de Kölsch.

A cerveja Pale Ale é típica da Inglaterra, tem a expressão Pale (pálida) para indicar a cor mais clara desta bebida em relação as cervejas fortes e escuras da Inglaterra, tendem ter um amargor equilibrado.

A cerveja Indian Pale Ale (IPA) foi fabricada para o exército britânico na Índia, sendo bastante lupulada para aguentar a longa viagem. Sabor frutado, médio teor alcoólico (>5%). Geralmente mais amarga, podendo ter características aromáticas perfumadas, cítricas e florais.

A Irish Red Ale é uma cerveja vermelhas tradicional da Irlanda. São cervejas suaves, equilibradas e leves. A um início adocicado, segue-se o sabor típico do malte e um fim com cereais torrados, o que lhe dá um caráter seco.

JN: Uma das características marcantes da Cervalhado é o rótulo, como surgiu a ideia?

Paulo Cervalhado: Apesar de sermos paulista, temos muito carinho por Jequié, pois fomos muito bem recebidos nesta terra. Assim, fizemos um rótulo para homenagear a região.

O rótulo representa a cultura nordestina do cordel, e claro o Mandacaru e o sol da Caatinga.

JN: Como fazer para saber um pouquinho mais sobre a cerveja Cervalhado?

Paulo Cervalhado: Pelo e-mail cervelhado@gmail.com ou pelo facebook (@cervejariacervalhado).

Fonte: Untitled Document

WhatsApp chat