Menu fechado

A cerveja é a bebida alcoólica mais popular do mundo. Produzida a partir da fermentação de cereais, acredita-se que tenha sido uma das primeiras bebidas alcoólicas produzidas pelo homem. Os ingredientes básicos da cerveja são água, alguma fonte de amido, como o malte de cevada – que é convertido em açúcares –, uma levedura de cerveja para produzir a fermentação e o lúpulo, planta que confere o aroma e amargor à bebida. Uma mistura de ingredientes pode ser usada como forma secundária de amido, como o milho ou arroz.

Mas, além dos ingredientes mais comuns usados na fabricação das cervejas, existe uma série de outros fatores que são responsáveis por determinar o sabor, o aroma, a espessura, a coloração e o preço de alguns tipos de cerveja. De acordo com os costumes locais e com os gostos dos mestres cervejeiros, são fabricadas cervejas muito diferenciadas ao redor do mundo. As cervejas artesanais, por exemplo, produzidas de forma caseira em micro cervejarias, são engarrafadas com todo o cuidado. A atenção na produção começa já na escolha dos ingredientes, passando pela fidelidade à receita de preparo e terminando na adição de conservantes finais e no engarrafamento.

Apesar da enorme variedade de rótulos, muitas pessoas só conhecem os tradicionais produtores de cerveja em larga escala, responsáveis pelas cervejas pilsen: mais claras, menos encorpadas e ideais para serem consumidas a temperaturas muito baixas. No entanto, estima-se que existam mais de 120 estilos de cerveja! Mas, apesar do desconhecimento de alguns, muitos brasileiros estão descobrindo, aos poucos, as cervejas especiais, sejam elas importadas ou produzidas no Brasil. Isso se deve à curiosidade em conhecer novos rótulos e pela propagação do consumo de cervejas enquanto “experiência”. Além disso, é bastante crescente a circulação de informações sobre as cervejas na Internet e a criação de clubes de cerveja especializados em rótulos diferenciados.

O clube de cerveja online funciona da seguinte forma: você se associa ao clube a partir de um cadastro básico, feito diretamente no site, e acompanha as seleções de cervejas feitas por especialistas na bebida. Depois, basta escolher onde quer receber a seleção mensal com as cervejas. Após a entrega, é hora de degustar e apreciar os diferentes tipos de cerveja que você receberá.

Vale lembrar que o surgimento das micro cervejarias é bastante recente na história do país. Estima-se que tenham surgido pouco antes dos anos 90, com produções bastante limitadas e comercializadas a preços bastante altos. Hoje em dia, no entanto, é possível encontrar rótulos diferenciados por preços acessíveis. Vale a pena escolher um estilo de cerveja que agrade seu paladar, chamar os amigos para dividir a conta e aproveitar para degustar bebidas com sabores e aromas incríveis.

Como a variedade de estilos de cerveja é muito grande, selecionamos abaixo uma lista com algumas das principais características de cervejas ao redor do mundo para te ajudar a escolher a bebida ideal! Vale lembrar que cada bebida tem seu próprio sabor, influenciado pelo tipo de malte, lúpulo, água e leveduras utilizados na receita. O local da fermentação também influencia muito no aroma, sabor e textura da bebida! A grande maioria dos cervejeiros dividem os estilos em três grandes grupos: as Ales, as Lambics e as Lagers.

Ales

Essa é a família das cervejas feitas com alta fermentação – de 15 a 25°C. Possuem a característica de serem cervejas com aromas e sabores frutados. São bastante complexas, bem mais maltadas e lupuladas, e costumam ser mais encorpadas também.

  1. English Pale Ale

É a cerveja mais consumida na Inglaterra. São cervejas que produzem pouco colarinho quando transferidas para os copos, pois possuem pouco gás carbônico. Tendem a ser mais amargas (chamadas de Bitter).

  1. American Ale

Com colorações que variam do dourado ao marrom, com forte aroma de flores, essas cervejas possuem um sabor mais cítrico. Algumas versões da American Ale possuem sabores caramelados, com aromas de nozes e de chocolate. Possuem bastante colarinho e amargor moderado. No Brasil, uma das representantes mais fortes desse tipo de cerveja é a Baden Baden Golden.

  1. Porter

Possuem alto teor alcoólico e são elaboradas com malte bastante torrado, possuindo coloração bem escura. Podem ter aromas que variam entre nozes, cacau e café, e sua espuma é castanha.

  1. Stout

Bastante parecida com a Porter, a cerveja Stout é ainda mais encorpada. Possuem pouca carbonatação, por isso dificilmente produzem espuma e são bem escuras, com alto teor alcoólico. A Baden Baden Stout e a Mãe Preta são ótimos exemplos desse tipo de cerveja. A Guinness também.

  1. Weiss

São cervejas de trigo alemãs. São feitas com 50% de grãos de trigo maltado e geralmente não são filtradas, por isso são mais turvas. Possuem bastante espuma branca e são efervescentes.

Lagers

As cervejas do tipo Lager possuem baixa fermentação – de 9 a 15°C. Por isso, essas bebidas são mais cristalinas e mais leves que as Ales. Costumam ser menos aromáticas e tendem a puxar o sabor para o gosto do pão. A maior parte das cervejas que integram essa família costumam ser mais claras, produzem espuma e possuem sabor moderadamente amargo. Por abrangerem os estilos Pilsen e as American Lager, são as cervejas mais consumidas no mundo.

  1. American Lager

São as cervejas que nós chamamos de Pilsen aqui no Brasil. Com sabor refrescante, com aromas discretos e colorações bastante claras, são as famosas Brahma, Skol, Antártica, Kaiser, etc.

  1. Pilsen

São cervejas mais lupuladas e com maior amargor. São cervejas mais secas, leves e com sabor acentuado de malte. Costumam ser cristalinas também.

  1. Malzbier

As conhecidas cervejas doces fazem parte da família das Lager. Costumam ser escuras, com teor alcoólico baixo e são bastante famosas no Brasil. Originária da Alemanha, a Malzbier conquistou muitos fãs por aqui, fato que fez com que praticamente toda cervejaria nacional possuísse uma versão Malzbier. Possui caramelo e xarope de açúcar em sua composição, por isso são mais doces.

  1. Vienna

Estilo de cerveja originário da Áustria. Possui cor mais avermelhada e possui um sabor suave. O malte levemente torrado confere um sabor mais adocicado à cerveja, com amargor mais balanceado.

  1. Bock

As cervejas tipo Bock são mais avermelhadas e possuem um sabor bastante complexo de malte. Com graduação alcoólica mais alta, essas cervejas são produzidas com um tempo de maturação mais alto, sendo mais demoradas para ficarem prontas para consumo.

Lambics

Esse tipo de cerveja é pouquíssimo conhecido no Brasil. São cervejas cujo tempo de fermentação é bastante demorado e cujos ingredientes são muito selecionados, aumentando o custo final da bebida. Sua fermentação é feita de forma espontânea, por meio dos microorganismos presentes nos recipientes em que são produzidas. Costumam ser feitas de trigo e não são adicionadas leveduras durante a fabricação. Esse tipo peculiar de cerveja possui inúmeros aromas que variam do frutado, como framboesa, banana, cereja, até o cítrico.

  1. Lambic Fruit

Na hora da fermentação espontânea da cerveja, são adicionadas frutas inteiras como pêssegos, cerejas e framboesas. Após esse processo as cervejas permanecem maturando por cerca de três anos, em barris de carvalho.

 

  1. Straight

É a Lambic pura, sem misturas de frutas, açúcares ou barris. São bastante raras de serem encontradas, e muito peculiares.

  1. Gueuze

São menos ácidas e mais balanceadas, já que são a mistura de Lambics novas e antigas, fermentadas uma segunda vez. Algumas se assemelham bastante com o champanhe.

  1. Faro

É a cerveja Lambic com açúcar. Bastante saborosa, leve e com pouca acidez, é o tipo mais aceito no mercado e também mais fácil de ser encontrado.

Fonte: Conheça os principais tipos de cerveja e experimente sabores, aromas e texturas diferenciados

WhatsApp chat